Nasce mais uma estrela da política

MissCalifornia(2x)Cada um tem o paladino da moralidade pública que merece. O da Veja, como todo mundo sabe (até por ter sido exaltado numa capa histórica da revista em plena campanha eleitoral – veja a foto abaixo, à esquerda), é o deputado Fernando Gabeira, apoiado em 2008 por tucanos e demo-pefelês. Mais sugestivo é o que faz nos EUA a direita republicana. Zelosa na defesa de seus princípios religiosos, adotou como mascote a bem dotada jovem da foto à direita, que alia às curvas uma sólida formação cristã.

O nome dela é Carrie Prejean. Como Miss California, no concurso Miss USA, ela foi perguntada por um jurado – Perez Hilton, uma celebridade gay da Internet – se os demais estados deviam imitar Vermont e mais três que legalizaram o casamento de pessoas do mesmo sexo. “É bom que nós, americanos, podemos escolher uma coisa ou outra”, respondeu a virtuosa candidata. “No meu país, na minha família, acho que o casamento devia ser entre um homem e uma mulher. Sem ofender ninguém, mas é como fui criada. Acho que devia ser entre um homem e uma mulher”.

As versões sobre o que aconteceu depois variam. Segundo uma delas, a veiculada pela Fox News do império Murdoch e abraçada pela piedosa direita cristã republicana, Miss Califórnia foi humilhada pelo público com uma vaia maior do que qualquer candidata já ouviu em toda a história do concurso (o video no final deste post me deixou a impressão de que ela foi aplaudida). E o jurado gay, além de chamá-la depois de dumb b*tch (p*ta idiota), ainda disse que ela perdeu por causa do voto dele.

Depois dos paladinos, a vigarice

Gabeira_Veja_06No desdobramento, a própria Carrie resolveu prolongar ao máximo seus 15 minutos de fama (conheça mais detalhes AQUI). Primeiro argumentou que sua posição era exatamente igual à do presidente Barack Obama: respeita a união civil de gays que optem por esse caminho a fim de assegurar certos direitos, mas acha que casamento é só entre um homem e uma mulher. Depois, repentinamente, passou a fazer pose de mártir da causa conservadora – e vítima de fantasioso complô comuno-homossexual que ameaça o país e o mundo por causa do governo Obama.

São sempre exemplares essas histórias de personalidades exibicionistas, em especial quando elas se arvoram em paladinos da ética e da moralidade pública. O promoter semi-falido Donald Trump, proprietário do concurso Miss USA, é outro conspícuo detentor do mesmo desvio. Ao perceber o apadrinhamento de sua Miss pelos talk shows de extrema direita, em especial na Fox News e demais veículos do império Murdoch, resolveu entrar em cena. Obviamente não tinha o direito de deixar de faturar a revelação, pelos tablóides de escândalo, de fotos sexuais dela, até então desconhecidas.

Trump_CarrieDetalhe: Trump estava meio foragido havia três meses. Reapresentava-se à mídia pela primeira vez desde que tinha estourado seu mais recente caso de vigarice explícita, o Ocean Resort Baja. Embolsara dezenas de milhões de dólares de 69 incautos – gente que tinha comprado unidades desse condomínio de luxo, cuja construção, na cidade de Tijuana, na fronteira do México, nunca chegara sequer a ser iniciada (saiba mais AQUI). Já no caso da Miss, o espetáculo que Trump encenou às pressas foi um “julgamento” – para decidir se ela mentira ao jurar que nunca posara nua ou seminua para fotos (saiba mais AQUI). Como único juiz, ele resolveu que Carrie não violou o juramento, pois eram fotos soft core e não hard core. Ela manteve sua preciosa faixa de Miss California (foto acima).

“Vou usar estas duas armas”

CarrieA encenação de Trump (na Trump Tower de Nova York) cuidou de cada detalhe. Como um sacerdote da moralidade pública ele absolveu os pecados da doce Carrie, sem impor sequer a penitência de uma Ave Maria. Abraçaram-se os dois diante das câmeras da Fox News e ela conservou a coroa de rainha da beleza do glorioso estado da Califórnia (saiba mais AQUI, onde pode ser visto um video da cena). Ao mesmo tempo, perante os repórteres que cobriam o evento, renovou o compromisso da nobre missão. “Deste dia em diante, prometo usar meus seios nus sempre para o bem”. Seios esses, é bom acrescentar, que pouco tempo antes tinham sido adequadamente siliconizados para atender à demanda habitual do mercado americano, ditada pelo modelo Playboy.

Bem mais relevante do que esse detalhe frugal é a profundidade do pensamento político dela. Carrie também investiu, naquele momento solene, contra o que chamou de “críticos que tentam silenciar minhas opiniões contrárias ao casamento gay“. Disse ainda: “Pretendo lutar. Responderei à altura com as duas maiores armas que tenho: meus seios nus”. Recolhi esses dados na Internet, daí não estar certo de serem confiáveis. Mas a peregrinação dela aos talk shows da Fox News, onde é apresentada quase como uma nova Sarah Palin, sugere que podem ser (veja mais AQUI).

A dúvida maior, então, é se a governadora Palin está destronada. Em princípio não é essa minha impressão. Na quarta-feira Palin convocou a imprensa para declarar solidariedade a Miss California, a pretexto de que está sendo vítima do mesmo tratamento “desprezível” de que a própria governadora diz ter sido alvo como candidata a vice-presidente na chapa republicana. “As duas fomos alvos dos liberais”, denunciou. Contou ainda ter falado com ela tão logo começaram os “ataques”. E terminou com esta pérola: “A Constituição protege todos nós e não apenas aqueles que se sujeitam à extrema esquerda”. (Confira AQUI)

Hipocrisia e exibicionismo, a receita

Bristol_LevinSerá a combinação de hipocrisia e exibicionismo a receita ideal para as estrelas da política? A pergunta é válida para os irmãos do norte e também para nós. Afinal, hipocrisia e exibicionismo são matéria prima abundante em toda parte. Desconfio de um paladino da ética que compra passagens com dinheiro do contribuinte para os filhos irem à DisneyWorld. Ou que se apresenta à opinião pública como herói que derrubou suposto corrupto – sem explicar porque um ano antes dera seu voto para eleger o mesmíssimo personagem.

E considerem o caso da governadora do Alasca. Apresentou-se ao público como opositora do projeto da “ponte para lugar-nenhum” apesar de ter feito lobby a favor da obra. Contrária à educação sexual nas escolas e a qualquer aula para prevenir adolescentes contra o risco de gravidez, viu a filha sofrer os efeitos negativos disso e continuou agarrada às obsessões irracionais e puritanas do evangelismo retrógrado. Como mãe assistiu ao fim do caso de Bristol (saiba mais AQUI) com o namorado Levi Johnston depois de exibir o casal na convenção republicana (foto do alto). Como autoridade demitiu um cunhado por ter se divorciado da irmã.

Pior ainda é ver essa gente virar bandeira da Fox News e outros veículos do império Murdoch – cujo comportamento em nada difere do da mídia golpista do Brasil, como O Globo e Veja, inventores de falsos paladinos da ética. Depois de fracassar na produção de Joe the Plumber, o falso bombeiro exposto como sonegador de imposto, a Fox agora aposta na Miss California, Carrie Prejean. Ela se juntará, como apresentadora e comentarista do programa “Fox & Friends” (leia AQUI), ao mais prodigioso exército de louras já reunido numa rede de TV.

(Clique na imagem abaixo para ver o momento de glória da Miss California, ao responder à pergunta do jurado gay Perez Hilton
Published in: on maio 16, 2009 at 3:21 pm  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://argemiroferreira.wordpress.com/2009/05/16/nasce-mais-uma-estrela-da-politica/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. A única vantagem de Sarah Palin continuar na política é a continuação de sua hilária imitação por Tina Fey. Quanto às armas da moça, convenhamos, são convincentes… (Desculpe, sei que o tema é sério, mas não resisti…).


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: