A simpatia do mundo nas primeiras páginas

Primeiras páginas de jornais dos quatro cantos do mundo escancararam simpatia pela vitória do democrata Barack Obama na eleição de terça-feira, conforme demonstra a seleção abaixo. Eles são, pela ordem, da Bélgica, Canadá e China, na 1ª fila; Colômbia, Croácia e Espanha, na 2ª; França, França e Alemanha, na 3ª; Guatemala, Índia e Índia, na 4ª; Irã, Itália e Itália, na 5ª; Jamaica, Líbano e México, na 6ª; Namíbia, Panamá e Panamá, na 7ª; Portugal, Suécia e Turquia, na 8ª; Venezuela, Grã Bretanha e o “americano em Paris” International Herald Tribune, na última.

A escolha é arbitrária, mas qualquer um pode enriquecê-la com muito mais – e verá que a tendência geral será a mesma – na coleção habitual de primeiras páginas do Newseum (AQUI), aquela instituição criticada em meu último post pela incompetência histórica na inversão do episódio do assassinato na Nicarágua, em 1979, do jornalista Bill Stewart e nas trapalhadas de sua lista de jornalistas mortos no exercício da profissão.

Vale acrescentar ainda sobre as diferentes primeiras páginas: 1. a chinesa incluída (3ª da 1ª fila) parece tão festiva como a de jornais dos EUA (mas, obviamente, não sei o que diz a manchete, pode até chamar Obama de Hussein, como O Globo; 2. a montagem na foto da página croata (2ª da 3ª fila) é criativa, com um Luther King, aquele que teve “um sonho” quando tudo ainda era em preto e branco, a apontar para a ascensão de um Obama a cores; 3. a 5ª fila é sugestiva pela ponta de hostilidade na primeira página iraniana (Obama de costas) e uma boa caricatura de Obama, talvez monstruosa demais, no Libero italiano (a 3ª).

Gosto muito da página jamaicana do Gleaner (1ª da 6ª fila), que teve o cuidado de ir buscar (e reproduzir na primeira página de agora) sua primeira da eleição de 2004, vencida por George W. Bush. É que já então destacara a eleição de Obama para o Senado, passo inicial para o sonho de chegar à Casa Branca. Além disso soube tirar partido do slogan “Yes, He Did” (como o sueco, 2ª da 8ª fila, com a manchete em inglês, “Yes, We Can”. O “Oh-Bama!” do Namibian (1ª da 7ª fila) também refletiu bem o entusiasmo de toda a África com a mudança nos EUA. Em Portugal, o Diário de Notícias (1ª da 8ª fila) saiu-se bem pelo que, imagino, foi manchete antes do resultado definitivo: “Obama Histórico”.

Algumas das páginas, se clicadas, poderão ser vistas em formato grande, que permite a leitura. Mas outras já eram, originalmente, em formato pequeno. O leitor pode tentar encontrá-las, como explicado antes, no site do Newseum, clicando AQUI

Anúncios
Published in: on novembro 8, 2008 at 11:24 am  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://argemiroferreira.wordpress.com/2008/11/08/a-simpatia-do-mundo-nas-primeiras-paginas/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: