Para quem ainda não curte Sarah Palin

A governadora do Alasca, Sarah Palin, continua a ser um embaraço para o candidato presidencial John McCain. Pelo menos três republicanos ilustres – os colunistas David Brooks (New York Times), Christopher Buckey (que se demitiu da National Review, fundada por seu falecido pai William Buckley Jr, por ter declarado apoio a Barack Obama) e Kathleen Parker (da edição online da National Review) – já avisaram que estão contra a chapa por causa dela.

Hoje Sarah Palin estará, como convidada, no “Saturday Night Live” da rede NBC – talvez o inspirador do “Casseta & Planeta” da rede Globo. Ficará conhecendo pessoalmente a comediante Tina Fey, cujo sucesso cresceu desde que passou a imitar a candidata republicana a vice (veja a imitação de Fey AQUI, no final de um post anterior). O programa costuma tratar bem os convidados-celebridades, mas não tem o hábito de perder a oportuinidade de fazer uma boa piada – e humor ultrajante.

Nos últimos dias, o próprio McCain parece mais preocupado com Palin. Ela praticamente só deu duas entrevistas a âncoras respeitados de grandes redes de TV – Charles Gibson, da ABC, e Katie Couric, da CBS. Nem Chris Wallace, que tem um passado respeitado nos meios profissionais mas ancora um programa da Fox, que apóia descaradamente a chapa republicana, conseguiu convencê-la a ir ao seu “Fox News Sunday”.

Uma bomba-relógio ambulante

Palin parece ser vista pela própria campanha McCain-Palin como bomba-relógio ambulante. Parece impossível prever quando vai explodir a próxima asneira dela. No debate com o candidato democrata a vice, Joe Biden, ela avisou logo no início que não se considerava obrigada a dizer aquilo que a moderadora Gwen Ifill desejava ouvir como resposta às suas perguntas. Assim, preferiu responder o que quis – e trouxe decorado -, esquecendo o resto.

Uma das práticas habituais dos programas políticos de prestígio na TV – “Meet the Press” (NBC), “Face the Nation” (CBS), “This Week” (ABC) e o mais recente deles, “Fox News Sunday” – é fazer perguntas ao vivo e insistir nas respostas. Talvez por isso mesmo, Palin não aceita ir a nenhum deles. Fez as tentativas desastrosas no jornal nacional da noite “CBS Evening News” (de Couric) e no matinal “Good Morning, America” (de Gibson). Depois fugiu como pode de jornalistas de verdade.

Atualmente Palin fala apenas a programas do Fox News Channel (FNC), que funciona mais como cão de ataque da chapa McCain-Palin. Os preferidos dela têm sido os apresentadores de talk show Sean Hannity e Greta Van Susteren, além do coletivo “Fox & Friends”. Eles levantam bolas e Palin marca os gols. A preocupação é não embaraçá-la, ouvindo-a dizer o que quer, como celebridade. Mas na Internet os blogs não param de ridicularizá-la. Ela é um dos temas prediletos deles.

No YouTube circula material divertido sobre ela – como o exorcismo a que se submeteu, com banho de descarrego contra feitiçaria (veja AQUI), numa igreja da cidade dela; e o desfile de maiô no concurso Miss Alasca (AQUI), ambos incluídos em posts anteriores. Mas vale a pena clicar as duas imagens abaixo para ver escorregões dela com Gibson, Couric e até o amigo Hannity; e, depois, um casal jovem apresentando canção irreverente (com legendas) sobre ela.  


Published in: on outubro 18, 2008 at 4:10 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://argemiroferreira.wordpress.com/2008/10/18/para-quem-ainda-nao-curte-sarah-palin/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: