A Colômbia e os direitos humanos

“The Hill” é uma publicação sobre a atividade parlamentar nos EUA. Em seu último número, na seção sobre Negócios e Lobby, ela revela que lobistas da área de livre comércio esperam que neste fim de semana o governo Bush lance uma batalha colossal para introduzir no Congresso legislação destinada a implementar o controvertido acordo de livre comércio com a Colômbia.

Ao fazê-lo, o governo pretende forçar o Congresso a votar o acordo. Assinado antes de expirar, em 2007, a autoridade “fast track” dada a Bush, o acordo ainda está sujeito às regras especiais destinadas a apressar a tramitação. Mas a introdução de legislação sem acerto prévio com os líderes da Câmara é encarada como um ato de provocação, já que aquelas regras limitam drasticamente o prazo para o exame.

Segundo o analista David Sirota, do “Blog for Our Future”, a Colômbia tem uma “pavorosa folha de antecedentes em matéria de direitos humanos. Executam-se nesse país mais organizadores sindicais do que a soma de todo o resto do mundo. Seu presidente (Álvaro Uribe) está ligado aos próprios líderes das gangues paramilitares que executam sindicalistas”.

Aquela intimidade promíscua

Os leitores interessados em saber mais sobre tais ligações podem clicar aqui – Washington Post – para ler matéria da Associated Press publicada em junho do ano passado pelo “Washington Post”. Em mais de cinco anos como presidente, Uribe repetidamente rejeitou as acusações sobre sua intimidade promíscua com milícias assassinas direitistas. Entre as milhares de vítimas há ativistas sindicais e suspeitos de simpatia pelos rebeldes.

Um vídeo sobre a campanha eleitoral de 2001, descoberto em 2007, mostra Uribe apertando a mão de um chefe miliciano que seria preso semanas depois por envolvimento em múltiplos assassinatos (fugiria em seguida e hoje continua procurado, com a cabeça a prêmio). Segundo a matéria do “Post”, Uribe viu aliados, um após outro, serem presos por cumplicidade com as milícias ilegais paramilitares, ligadas ao narcotráfico.

O chefe da milícia que confraternizava com Uribe no vídeo (a 31 de outubro de 2001) foi identificado por três pessoas como sendo Fremio Sanchez Carreno, mais conhecido como “Comandante Esteban”. A AP disse que ele era o chefe paramilitar de toda uma zona. O “comandante” também assinara, meses antes, cartas com ameaças de morte a líderes sindicais e ativistas de direitos humanos.

O repúdio à conduta infame

A questão é tão relevante que dois deputados democratas do Grupo de Trabalho sobre Comércio da Câmara – o co-presidente, Mike Michaud, e Phil Hare – distribuíram uma nota destacando a péssima conduta de Uribe no campo dos direitos humanos. Eles denunciam os acordos que exportam empregos e, em especial, os assinados com países como a Colômbia, que violam direitos humanos e trabalhistas.

“Se o governo Bush decidir submeter unilateralmente ao Congresso o acordo de livre comércio com a Colômbia – ou nesta semana ou em qualquer outra – vamos trabalhar duro junto a congressistas dos dois partidos para uma oposição conjunta. O acordo com a Colômbia é ruim para ambos os países e trabalhadores de toda parte. É baseado no modelo falho do Nafta (América do Norte) e do Cafta (América Central)”, diz o texto.

Esses dois últimos acordos, segundo a nota, “exportaram milhões de empregos de americanos. E como se não bastasse isso, a Colômbia continua a se destacar negativamente como o lugar mais perigoso do mundo para um sindicalista. Trinta e nove deles foram assassinados ali em 2007”. Esses dados citados e mais outros são disponíveis aqui Our future e na “The Hill” The hill .

Anúncios
Published in: on março 13, 2008 at 8:57 am  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://argemiroferreira.wordpress.com/2008/03/13/a-colombia-e-os-direitos-humanos/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: